Natália
Essa resenha faz parte do Desafio Literário #3. Para acompanhar o meu progresso em todos os Desafios de 2011, clique aqui.


A Batalha do Apocalipse (Eduardo Spohr): Há muitos e muitos anos, tantos quanto o número de estrelas no céu, o paraíso foi palco de um terrível levante. Um grupo de anjos guerreiros, amantes da justiça e da liberdade, desafiou a tirania dos poderosos arcanjos, levantando armas contra seus opressores. Expulsos, os renegados foram forçados ao exílio e condenados a vagar pelo mundo dos homens até o Dia do Juízo Final.
Mas eis que chega o momento do Apocalipse, o tempo do ajuste de contas. Único sobrevivente do expurgo, Ablon, o líder dos renegados, é convidado por Lúcifer, o Arcanjo Negro, a se juntar às suas legiões na Batalha do Armagedon, o embate final entre o céu e o inferno, a guerra que decidirá não só o destino do mundo, mas o futuro da humanidade.
Das ruínas da Babilônia ao esplendor do Império Romano, das vastas planícies da China aos gelados castelos da Inglaterra medieval, A Batalha do Apocalipse não é apenas uma viagem pela história humana - é também uma jornada de conhecimento, um épico empolgante, repleto de lutas heroicas, magia, romance e suspense.
(sinopse: quarta capa do livro)



Se você pensa que histórias sobre o final dos tempos ou sobre a luta entre o céu e o inferno são todas iguais, pense de novo.
Em seu romance de estreia, Eduardo Spohr mostra um incrível talento ao narrar eventos que vão da criação do universo ao dia do ajuste de contas. O autor criou uma história a partir de sua própria interpretação dos escritos bíblicos, em especial dos livros do Gêneses e do Apocalipse, quebrando estereótipos e padrões. Apoiando-se na obra de Dante, Spohr descreve as diversas áreas do céu e do inferno com uma impressionante riqueza de detalhes, além de equilibrar com facilidade os tempos presente e passado.
O herói desta aventura épica é Ablon, um querubim que discordava das ordens dadas pelo arcanjo Miguel, o tirânico Príncipe do Anjos, e é expulso por ele do céu, junto com seus 17 companheiros. Os renegados são obrigados a permanecer no mundo dos homens até o Armagedon. Por milênios o guerreiro viveu entre os homens, adquirindo experiência e sabedoria. Com a iminência da 3º Guerra Mundial e, consequentemente, do fim da humanidade, Ablon é convidado por Lúcifer, o Arcanjo Negro, irmão e maior inimigo de Miguel, a juntar forças com o exército do inferno para combater aquele que o temido príncipe.
Misturando aulas de história com cenas de batalha, cercadas de um tenso clima de mistério, a história se desenvolve de maneira simples e envolvente. Toda a narrativa das aventuras de Ablon na Terra forma a base para entender a grande batalha que acontece ao fim do sétimo dia, uma luta de terríveis proporções e cujo clímax tem um desfecho inesperadamente brilhante.


Autor: Eduardo Spohr
Editora: Verus Editora
Nº de páginas: 586 (incluindo glossário e linha do tempo)


Desafio literário anual hospedado pelo blog My Everything, com o objetivo de promover a interação entre blogs e leitores, além de mostrar os livros a serem adquiridos em 2011. Para participar ou saber mais, clique aqui.
0 Responses

Postar um comentário